Concurso Anvisa: Técnico de nível médio e R$6.147 mensais

Concurso Anvisa:  Técnico administrativo é uma das carreiras mais atraentes do serviço público.

E quando é para atuar em um órgão federal, como uma agência reguladora, melhor ainda. Isso poderá ser conquistado, por exemplo, por quem for classificado no concurso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para esse cargo, que está em pauta. Ao que tudo indica, o processo de escolha da organizadora do concurso Anvisa 2016 será realizado e possivelmente concluído neste mês, visto que o termo de referência que norteará a definição da banca está em fase final de elaboração. Depois, restam o acerto de pontos como o conteúdo programático, a taxa de inscrição e o cronograma.
Oficialmente, a agência reguladora tem até 18 de outubro para publicar o edital. Contudo, como a seleção pública é para a substituição de 78 terceirizados, esse prazo estipulado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão deverá ser encurtado, a fim de que essa situação irregular seja solucionada.  As lotações dos classificados, que serão contratados pelo regime estatutário e com isso terão garantida a estabilidade no emprego, serão feitas somente em Brasília. A capital federal também será o único polo onde os candidatos serão avaliados, provavelmente por meio de provas objetivas e discursivas.
Mesmo assim, quem não mora no Distrito Federal, não deve descartar essa seleção pública, em virtude dos muitos benefícios que poderão ser alcançados pelos futuros servidores. Um deles é a remuneração, inicialmente de R$6.147,52, sendo R$5.689,52 de salário-base e R$458 de auxílio-alimentação, para carga de 40 horas por semana.
Devolução – Além desse concurso, autorizado em meados de abril, a Anvisa tinha outro pleito tramitando no Ministério do Planejamento. Porém, o pedido foi devolvido ao secretário-executivo do Ministério da Saúde, em 2 de junho.  A agência não havia informado o número de vagas e nem as funções que seriam contempladas caso a pasta autorizasse o certame. Contudo, a autarquia federal tem quatro carreiras em sua estrutura: técnico administrativo, técnico em regulação, analista administrativo e especialista. Os dois primeiros cargos são de nível médio, ao passo que os outros são para quem tem graduação.