Concurso INSS: Pedido de novo concurso sofre avanço

Concurso INSS: O processo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com a solicitação de 3.751 vagas ao Ministério do Planejamento, para um novo concurso público, teve avanços importantes nos últimos dias. Segundo consta no site Protocolo Integrado, do governo federal, a solicitação, que estava na Coordenação-Geral de Carreiras, Concursos e Desenvolvimento de Pessoas desde 15 de fevereiro, foi encaminhada, no último dia 25, ao setor de Demandas de Expedição.

Na última sexta, 27, o pedido foi enviado ao novo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Alberto Beltrame, nomeado no último dia 19 de maio. A movimentação indica ainda que segue o Ofício nº 30240/2016-MP. Questionado sobre essas movimentações, o Planejamento esclareceu que o envio da solicitação ao Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário deve-se ao fato de que o INSS passou a ser vinculado a essa pasta, após as mudanças ministeriais do novo governo de Michel Temer. O Planejamento quer saber, portanto, qual é o desejo do novo ministério que conduz o INSS sobre o concurso solicitado.

Questionado sobre o ofício apontado no site Protocolo Integrado, o Planejamento informou que “documentos cujo teor faz parte de tramitação interna não têm seu conteúdo divulgado”. As movimentações dentro do ministério, contudo, mostram que o governo, apesar da atual crise econômica e política, já avalia a solicitação. O pedido é de 3.627 vagas de técnico (nível médio e R$5.344,87), 2.194 de analista (superior e R$7.954,09) e 1.530 de perito médico (médico e R$10.616,14). O INSS tem grande expectativa pelo aval, tendo em vista as carências, de 3 mil servidores e de 3 mil peritos no país, além das 11 mil aposentadorias previstas, comprovadas por meio de nota técnica enviada ao Planejamento.
Publicidade

A solicitação, conforme esclareceu o órgão, faz parte de uma rotina do INSS, que tem buscado, nos últimos anos, uma política de concursos periódicos. Em relação às vagas de técnico e analista, cargos contemplados na seleção aberta, acredita-se que elas serão voltadas a localidades não contempladas no atual edital. Como o concurso aberto é destinado, principalmente, a cidades do interior, este novo poderá ter chances para as capitais, o que não foi confirmado pelo INSS.

Antes de ter o aval para uma nova seleção, o instituto precisará pedir o adicional de 50% das vagas do concurso para 950 chances, em andamento. Isso, segundo o diretor de Gestão de Pessoas do INSS, José Nunes Filho, ainda será avaliado, podendo ser solicitado somente após a homologação do resultado final. No próximo dia 20, os 813.706 candidatos que fizeram as avaliações no último dia 15 de maio, em todo o país, terão acesso às notas finais, que, tão logo divulgadas, poderão ser consultadas aqui em nosso canal.

Será aprovado quem conseguir, pelo menos, dez pontos em Conhecimentos Básicos, 21 em Conhecimentos Específicos e 36 na soma. Os selecionados, segundo José Nunes Filho, começarão a ser convocados em agosto. Das 950 vagas oferecidas pelo INSS, 800 são de técnico (nível médio e R$5.344,87) e 150 de analista (graduados em Serviço Social e R$7.954,09). O concurso tem validade de um ano, podendo dobrar, e a contratação será pelo regime estatutário (estabilidade).